Curso internacional de tratamento do trauma facial

O Hospital da Luz Lisboa acolhe, nos próximos dias 8 e 9 de fevereiro, o curso AOCMF – Tratamento do Trauma Facial, organizado pela Secção Crânio-maxilofacial da prestigiada Fundação AO e destinado a todos os cirurgiões e internos da especialidade que trabalham nesta área. O curso, que irá decorrer na sala multiúsos das Casas da Cidade (edifício contíguo ao do Hospital), tem como diretor o cirurgião plástico Alberto Rocha Pereira, coordenador da Unidade de Cirurgia Reconstrutiva da Face do Hospital da Luz Lisboa e coordenador da Unidade de Cirurgia Plástica e Estética do Hospital da Luz Torres de Lisboa, e membro do Cranio-Facial Expert Group da referida fundação.

Em interação com oradores portugueses e estrangeiros, os participantes terão oportunidade de rever os princípios básicos necessários ao tratamento de fraturas crânio-maxilofaciais e respetivas complicações. O programa inclui palestras, análise de casos e exercícios práticos.

A Fundação AO foi criada em 1958 por um grupo de cirurgiões de várias nacionalidades especializados no tratamento de traumas e doenças músculo-esqueléticas, tendo como objetivo promover cuidados de saúde de excelência nesta área. É hoje a maior associação de cirurgiões do mundo, com cerca de 20 mil associados, e está presente em mais de 100 países, promovendo um vasto conjunto de cursos de formação que são uma referência nesta área. A Secção CMF foi criada em 1974 e constitui uma comunidade multidisciplinar – ligando especialistas de diversas áreas, desde a cirurgia maxilofacial à cirurgia plástica e reconstrutiva, a otorrinolaringologia, a cirurgia de cabeça e pescoço, a oftalmologia e a neurocirurgia.

Programa e inscrições no AOCMF Curso – Tratamento do Trauma Facial

A distração osteogénica (DO) de transporte ósseo como potencial alternativa aos retalhos livres na reconstrução de defeitos maxilares segmentares

A distração osteogénica (DO) de transporte ósseo como potencial alternativa aos retalhos livres na reconstrução de defeitos maxilares segmentares

Estas intervenções de cirurgia plástica estética podem corrigir alterações da forma e contorno abdominal. Saiba as diferenças. As alterações da forma, volume e contorno da região abdominal têm um impacto estético importante. São muito comuns, pois na maioria dos casos são consequência de acontecimentos correntes na nossa vida, como por exemplo: Processo normal de envelhecimento; Perdas e ganhos de peso; Gravidez, no caso das mulheres.

read more